doula

Também conhecida como acompanhante de parto, a Doula, termo grego relativo àquela que serve, é uma figura feminina, maternal e zelosa que desempenha papel não-clinico de cuidados no parto, integrando conforto, encorajamento e respeito aos recursos tecnológicos e científicos da obstetrícia moderna.

No contexto contemporâneo, a Doula é uma profissional capacitada para oferecer apoio físico e emocional à mulher e sua família antes, durante e após o nascimento do bebê, além de contribuir para disseminar conhecimentos milenares, exercendo importante função na retomada do parto natural, facilitando um parto livre de intervenções médicas, quando não necessárias.

O objetivo da doula é que a mulher e seu parceiro(a) sintam-se seguros e confiantes durante todo o processo que envolve gestar e parir: realiza sessões de preparação, acompanha todo o trabalho de parto e oferece métodos de conforto e alívio da dor como respiração, movimentos e posturas, massagens, banhos, entre outras práticas tão simples quanto eficazes. Após o parto, incentiva o contato pele a pele imediato de mãe e bebê e o aleitamento na primeira hora de vida, favorecendo o vínculo familiar.

A Doula reconhece a íntima natureza do parto, assim como o poderoso papel que este momento representa para a família e para a sociedade, por isso, encoraja o protagonismo da mulher, a autonomia do casal e a participação ativa do pai, favorecendo uma experiência positiva e transformadora para a família.

A Doula não intervém nas decisões médicas, não fala em nome da parturiente ou toma qualquer tipo de decisão.