parirnascer

Antes mesmo do nascimento, a jornada de cada um neste mundo começa no ventre materno. Já no útero de nossas mães, podemos experimentar sensações, sentimentos, sonhos, pensamentos. O resultado dessas experiências, vividas no decorrer da gestação, vai sendo registrado na memória de cada célula gerada. E não é apenas o bebê que se desenvolve: sua mãe também atravessa transformações nos níveis, físico, emocional, psíquico e espiritual, em comunhão com o feto.

O processo gestacional, que acontece ao longo de aproximadamente 40 semanas, culmina em um evento intenso e profundo: o parto e o nascimento. É chegado o momento de reconhecimento entre esses dois seres, que ao mesmo tempo se separam e se encontram. Neste sentido, o trabalho de parto pode ser compreendido como um ritual de passagem ou uma oportunidade única de transcender os próprios limites. Com o nascimento, a vida se renova e dá luz a uma nova família.

A Comparto reconhece neste momento uma oportunidade para a mudança que deseja ver no mundo. E acredita que a melhor forma para isso é o parto humanizado, para o qual o corpo feminino está preparado há centenas de milhares de anos. Compreendemos também a necessidade da cesariana para algumas situações, apenas nunca porque a mulher não está apta a parir ou o bebê a nascer. O que buscamos, em última instância, é um parto respeitoso, que coloque em primeiro lugar o bem-estar da mulher e do bebê.

Fotos: Carla Raiter

escolha um assunto: