10 maneiras de vivenciar uma gestação presente e consciente

Gestação consciente e epigenética, entrevista com Laura Uplinger
26 de setembro de 2016
Relato de parto
30 de setembro de 2016

Nesta semana publicamos a interessantíssima entrevista concedida pela psicóloga e educadora perinatal Laura Uplinger para a Comparto. Laura tem se dedicado a estudar a importância do período pré natal no desenvolvimento do indivíduo e das sociedades. Em sua entrevista fica evidente a necessidade de investirmos na qualidade das vivências experimentadas pela mãe (e, como consequência, pelo bebe) durante toda a gestação para o nascimento de uma geração de pessoas saudáveis em todos os níveis da existência (físico, psíquico, espiritual).

Elencamos, a seguir, algumas atividades e rotinas que podem tornar sua experiência de gestar muito mais rica, equilibrada e harmoniosa:

  1. Conecte-se com o seu bebê! Concentre-se na sensação de ter uma vida crescendo dentro de seu ventre, sinta seus movimentos, perceba sua energia e mentalize seu pleno desenvolvimento.
  1. Alimente-se bem. Invista em consumir alimentos frescos, da terra e orgânicos, sempre que possível. Lembre-se que no nível mais físico são estas moléculas que estão formando cada pequena célula de seu bebê. Quanto mais rica e nutritiva for a sua dieta, mais você e o bebê se beneficiarão da energia pura que a natureza nos oferece.
  1. Pratique atividades físicas prazerosas. Caminhar, nadar ou até mesmo uma aula de ginastica na academia valem a pena o investimento da sua energia nesta fase. Manter-se ativa é uma das melhores maneiras de evitar o ganho excessivo de peso na gestação e evitar desconfortos físicos.
  1. Durma o quanto puder / quiser. Se a rotina for puxada no trabalho, programe-se para ir deitar mais cedo e descanse sempre que tiver a oportunidade. Há uma demanda extra de energia neste momento e permitir que seu corpo e mente façam pausas, é necessário.
  1. Exercite seu lado artístico enquanto gesta o seu bebê: cantar, dançar, pintar, bordar… expressar seus dons artísticos pode ser bastante simbólico enquanto você cria vida dentro de si.
  2. Leia livros interessantes para você – quem sabe a biografia de um grande mestre ou livros sobre a gestação e a maternidade? – e também para o bebê. (Soou estranho? Confira nosso artigo sobre o assunto).
  3. Participe de encontros, rodas ou grupos de mulheres. Muitas estão sendo as demandas emocionais deste período e estar rodeada de pessoas que estão passando por experiências semelhantes pode ser reconfortante e empoderador. Estar na presença de sua mãe, avós e matriarcas de sua família também trás a força da sua ancestralidade.
  1. Mantenha um diário sobre como tem sido sua experiência de gestar um bebê, dia-a-dia. Anote seus sentimentos, impressões, experiências agradáveis ou desagradáveis, sonhos e quaisquer outros detalhes que te ajudem a elaborar toda esta transformação e lembra-la com carinho no futuro.
  1. Respire! A respiração nos conecta com a vida – do primeiro ao ultimo suspiro – e é importante tomar consciência deste movimento. Além disso, sua prática consciente alivia tensões, oxigena melhor o bebê e a prepara para o parto. Você pode praticá-la simplesmente ou recorrer a técnicas como os pranayamas da meditação, Hypnobirthing, Renascimento, etc.
  1. Agradeça e celebre a vida! Neste momento você é uma co-criadora da vida. O quão especial é este momento? Viva-o intensa e conscientemente!

 

Deixe uma resposta

https://www.netkart.org Στοίχημα paykasa