O poder das conexões humanas
25 de julho de 2016
Não estamos sozinhas!
4 de agosto de 2016

Entre 1º de agosto e 15 de setembro, a Comparto realiza campanha #CadaNascimentoImporta no canal de financiamento coletivo Mulheres de Impacto para que informação e empoderamento cheguem a mais mulheres.

 

Ao apurar os dados sobre os nascimentos no Brasil, uma pesquisa realizada pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) revelou que 52% dos bebês, ou seja, mais da metade, nasce por via cirúrgica, através de uma cesariana. Na rede privada, este índice é ainda maior, chegando a 88%. Além disso, sem justificativa clínica adequada, mais da metade dos partos por cesárea acontecem com dia e horário pré-agendados, chegando a 53,5% do total. Com isso, o Brasil torna-se o recordista mundial neste tipo de parto que, segundo estima a Organização Mundial da Saúde (OMS), deveria manter-se somente e no máximo em 15% das situações de nascimento.

Os impactos deste cenário são muitos, mas vale ressaltar que todo ano aproximadamente 1 milhão de mulheres brasileiras perdem a oportunidade de serem protagonistas do nascimento de seus filhos, ficam expostas a condutas e procedimentos de efeitos adversos no parto e aumentam desnecessariamente os gastos com saúde. Sem contar as consequências possíveis ao desenvolvimento dos recém-nascidos e à saúde futura das crianças.

Em torno desta realidade, fundou-se, em 2012, a Comparto, uma empresa voltada para a defesa do parto humanizado como ferramenta de transformação social e do sujeito. E a forma que encontrou para isso é o apoio à mulher grávida, envolvendo educar para a saúde, informar e cuidar da família neste processo. Seu princípio é o de que cada nascimento importa e muda o mundo, e a sua crença está no poder essencial e exclusivo das mulheres para gerar a vida. Para isso, elas precisam estar seguras quanto à sua capacidade de parir, firmes nas convicções quanto à experiência de parto que desejam e amparadas física e emocionalmente por toda a sua rede.

“Sabemos que é ambicioso o objetivo de mudar a realidade do parto em nosso país, transformando nossa sociedade, mas acreditamos e confiamos completamente na importância dessas ações e que nosso trabalho torna isso mais possível”, afirma a fundadora da Comparto, Raquel Oliva, que atua como doula e educadora perinatal. “Se conscientizarmos e fortalecemos todos os envolvidos nas histórias de nascimentos, teremos, necessariamente, partos refletindo índices nacionais mais próximos do ideal da OMS”, completa sua sócia, a empreendedora Lia Oliva.

Após seis anos acompanhando mulheres em sua jornada de preparação para o nascimento dos filhos, a Comparto atribui seus resultados – aproximadamente 85% dos partos naturais ou normais – à presença das equipes humanizadas, comprometidas em garantir a autonomia e o real empoderamento da mulher que vai parir. E hoje, com o desejo de ampliar esta rede de atenção e respeito ao outro, lança a Campanha #CadaNascimentoImporta para viabilizar a criação de um portal online, canal no Youtube e a 1ª conferência online de doulas, oferecendo informação de qualidade e confiança que fortaleça, multiplique e conecte toda a rede de apoio ao parto.

Abrigada no canal de financiamento coletivo Mulheres de Impacto, uma parceria da plataforma Benfeitoria e da ONG Think Olga, com o apoio ONU Mulheres Brasil, a campanha de crowdfunding ficará disponível entre 1º de agosto e 15 de setembro, com uma meta mínima de R$ 32.550,00 para a realização do projeto. Neste período, outros 10 projetos de impacto social liderados por e para mulheres, selecionados entre 162 inscritos, arrecadarão fundos para suas iniciativas.

A opção da Comparto pelo sistema de financiamento coletivo tem a ver com o reconhecimento de que não apenas para parir e criar uma criança se requer o apoio de uma aldeia, mas para o próprio fortalecimento da sociedade, com pessoas que se mobilizem em prol do que acreditam, reconhecendo-se como agentes da transformação.

A alta taxa de cesarianas no Brasil está ligada à “baixa informação recebida pelas mulheres em relação às vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de parto”, concluiu a pesquisa “Trajetória das mulheres na definição pelo parto cesáreo”, da Fiocruz. Por isso, se você também acredita que uma mudança nos indicadores do sistema obstétrico no país é necessária e deseja que as mulheres tenham apoio e respeito em um dos mais marcantes momentos de sua vida, demonstre que você se importa e contribua para que a Comparto chegue a mais pessoas doando e compartilhando a Campanha #CadaNascimentoImporta com a sua rede.

Saiba Mais

Campanha #CadaNascimentoImporta

https://benfeitoria.com/CadaNascimentoImporta

Canal Mulheres de Impacto:

https://benfeitoria.com/canal/mulheresdeimpacto

Sobre a Comparto:

http://www.comparto.com.br/sobre/

facebook.com/Comparto.cuidado.integrativo/

instagram.com/comparto_/

https://www.linkedin.com/company/comparto-cuidado-integrativo

 

Apoie a campanha usando a hashtag #CadaNascimentoImporta e marcando a Comparto no seu Facebook e Instagram.

 

Deixe uma resposta

https://www.netkart.org Στοίχημα paykasa