Doulas x Intervenções, entendendo as estatísticas
31 de maio de 2016
A saúde que vem do ventre
7 de junho de 2016

O cuidado integrativo está no nome e no escopo de atuação da Comparto. Mas afinal, você conhece o conceito de integralidade em saúde? Relacionado à condição não parcial de compreensão do ser humano, integralidade é um termo utilizado para expressar o cuidado em saúde que busca ouvir e acolher o indivíduo, entendendo suas necessidades únicas, que abranja não apenas seus aspectos fisiológicos, mas que considere seu contexto emocional, mental, social, ambiental e espiritual.

Enquanto a medicina convencional, alopática, considera os aspectos mais físicos, tentando combater sintomas, as terapias complementares são empregadas com o intuito de ampliar o cuidado do ser humano através de uma abordagem que busca entender as causas reais e sutis das doenças, ao mesmo tempo que promove maior contato com a natureza e convida o indivíduo a conhecer-se mais profundamente e responsabilizar-se por sua própria saúde.

Nos últimos 20 anos observamos um crescente interesse mundial neste tipo de cuidado, que amplie a autonomia do indivíduo em relação a própria saúde. Em alguns países como Alemanha, Inglaterra e Austrália este já é um modelo acessível e, no Brasil, preconizado pelo SUS. O nosso modo de vida moderno, trouxe muitos avanços médicos e tecnológicos, mas ao mesmo tempo, nunca tivemos tantas doenças crônicas.

Neste sentido, as também conhecidas popularmente como terapias “holísticas” (holos = todo) e denominadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como Medicina Complementar Alternativa (MCA), compreendem o ser humano multidimensional, ou seja, que além do nível físico, níveis mais sutis como o emocional, mental, e energético estão interligados e influenciam nossa saúde. O objetivo das terapias naturais é justamente promover saúde em todos estes níveis, equilíbrio, auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal, inclusive desde o começo da vida.

Durante a gestação muitas mudanças ocorrem na vida da mulher: desde alterações corporais que resultam, muitas vezes, em desconfortos mas também estes outros níveis da existência estão em plena adaptação. O pré natal clínico, que segue o modelo da medicina convencional, enfatiza os aspectos físicos da gestação e do desenvolvimento do bebê, mas a saúde integral poucas vezes é considerada.

Nossa intenção na Comparto é promover e oferecer um cuidado que vá além do convencional e que possibilite que a mulher que gesta uma nova vida seja vista e assistida em sua totalidade, adequando os cuidados dirigidos a ela de acordo com as suas necessidades especificas e individuais. Acreditamos que, ao promover sua saúde integral, estaremos contribuindo também para o desenvolvimento pleno da nova vida que cresce em seu ventre.

Por isso, nossa crença e dedicação para que parteiras e doulas possam ser grandes aliadas neste momento, oferecendo técnicas e praticas complementares que ampliem a saúde integral tanto materna, quanto do bebê que se desenvolve, através de uma atenção que seja mais individualizada e que baseie-se na escuta acolhedora da gestante.

Deixe uma resposta

https://www.netkart.org Στοίχημα paykasa